Pensionato de loucos... você entra e viaja nas mais loucas aventuras criadas por nossos consciêntes! Baseado na história original de Ken Akamatsu ~ LOVE HINA XD Divirta-se!
 
HallInícioFAQBuscarMembrosGruposRegistrar-seConectar-se

Compartilhe | 
 

 A saga dos Antigos Portugueses

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo 
AutorMensagem
jp-kun

avatar

Câncer Coelho
Número de Mensagens : 2
Idade : 29
Data de inscrição : 08/12/2009

MensagemAssunto: A saga dos Antigos Portugueses   Ter Dez 08, 2009 2:17 am

A saga dos Antigos Portugueses



Querida Melissa



Juro por Deus que amanhã eu vou comprar um aquecedor no Carrefour. Minha nossa, há anos eu não via uma noite tão fria assim! E aqui em Amarração eu nunca tinha visto nevar. Já vi neve aqui no Rio Grande do Sul, mas nunca aqui na praia. Parece até que o Diabo veio pra cá pra congelar a gente, mas eu ele não vai conseguir congelar, não. Amanhã mesmo compro o aquecedor. Estou te escrevendo este bilhete para que você não pense que morri, que desapareci por ai na neve. Tem tanta coisa estranha acontecendo aqui em Amarração que é melhor deixar para o fim de semana que vem aquele nosso projetinho. Se bem que no frio é mais gostoso fazer amor, mas esse frio é ridículo. Como já disse, é coisa assombrada. Uns montes de soldados morreram uns dias atrás. Tão contando cada história por aqui que dá até medo de sair de casa de noite. Deus me livre, cada coisa! Vou parar de escrever por que estou ouvindo um barulho lá fora. O Rex não para de latir. Pode ser que tenha alguém chegando.



Ps: Você acredita em vampiros?





Bilhete encontrado no bolso de um cidadão de Amarração, vítima de congelamento súbito.







__________________________________________________________________





João como de costume estava fazendo um de seus mergulhos, dessa vez saiu da Pensão em busca de novos horizontes, está em viagem por volta de 2 semanas, mas nada havia encontrado. Já passava das 2 horas da tarde, quando resolveu mergulhar num local a mais ou menos 20 minutos da costa de Amarração, desceu alguns metros, vagarosamente. Uma sombra no fundo do oceano lhe chamou a atenção, logo ele acendeu sua lanterna, o facho de luz não conseguia alcançar a tal sombra, João resolveu ir mais fundo, a sombra aumentava, João agora entrava num fenda. Um grande cardume de peixes saiu da fenda numa verdadeira algazarra tentando achar refúgio da luz, na qual não estavam acostumados.



Após alguns minutos de observação João percebeu que seu ar já havia entrado no mostrador de reserva, o que indicava que era hora de subir para a superfície.



Após entrar no barco, com dificuldade, já que o equipamento pesava bons 25 kg. Mesmo com a descoberta ele julgava que era um amontoado de madeira inútil e podre, já que não chegará perto o suficiente, logo não lhe dando o devido valor.



João havia tirado algumas fotos, e a câmera presa ao seu cinto havia registrado algumas imagens, logo João chegou na margem, atracando o seu pequeno barco, foi para a casa que havia alugado, para temporada, que se situava logo na beira da praia, mau entrou e logo foi ligando a maquina fotográfica e a filmadora ao seu notebook, logo a imagens apareceram, as imagens gravadas não eram de nenhum profissional em reportagem submarina, mas também não estavam nada ruins, logo a sombra que João havia visto apareceu no monitor, ele ajustou o tracking da fita e melhorou a imagem, a imagem havia melhorado uns 30%, o que já dava para ser notado era que não apenas um amontoado de madeira, se tratava de um barco, ainda intacto.



João surpreso com o que havia gravado foi na internet, procurando barcos antigos com aquele formato, que havia visto na fita. Algumas horas de pesquisa e ele descobriu que era uma caravela, uma das primeiras Naus feitas pelos homens modernos. Infelizmente já passavam das 10 horas da noite e ele não poderia voltar a mergulhar, então resolveu ir dormir.



O relógio despertou exatamente 7 horas da manhã, o Sol havia aparecido, preguiçoso, como em todas as manhãs na praia de Amarração, João logo levantou tomou um café leve e foi aprontar os equipamentos que precisaria para o mergulho de hoje, em questão de 40 minutos o motor de seu diminuto barco já rangia para o onde ele mergulhara na tarde anterior, ele alcançou o ponto de mergulho, jogou sua ancora e entrou na água. Agora mais empolgado ele já ligara a sua filmadora e sua lanterna, ele avançava com vontade para dentro daquela imensidão azul, a sombra que havia lá em baixo, agora tomava proporções inimagináveis, logo a luz alcançou a madeira, já bastante deteriorada.



João admirava a caravela, que ao que tudo indicava estava lá em baixo há muito tempo, mas ainda conservava sua majestade, ele se aproximou do deck, todas as portas e escotilhas estavam pregadas e fechadas, logo não havia como entrar nos porões dos barcos.



João: Droga o que será que essa belezinha está guardando, para estar tão bem lacrada.- pensou.



João contornou toda a parte livre do casco, sem encontrar uma entrada sequer. Pensou em abrir uma fissura com suas ferramentas, mas, temendo um desmoronamento completo da caravela, abandonou a idéia. Uma tartaruga enorme saiu de trás do caco, bem na parte da frente, onde o mesmo se afinava. João aproximou-se, percebendo que havia um grande buraco, de mais ou menos 3 metros, ele entrou. A primeira impressão que teve foi de estar no porão do navio, um grande ranger das madeiras se fez presente, era o som apavorante que já ouviu de baixo da água, parecia que tudo estava vindo abaixo. Logo ele percebeu que era apenas um som de peixes, aumentado devido a acústica do local, ele foi vasculhando tudo até que avistou uma estatua, pegou-a e colocou na sua bolsa que estava presa ao cinto de mergulho. Mais a frente avistou um amontoados de moedas, que inicialmente parecia que eram de bronze, um pouco mais adiante percebeu que mais de estavam em cima de alguma coisa, algo como uma mesa. Foi se aproximando, passou a mão por cima da superfície, logo percebeu que se trava de uma grande caixa de metal, ele a estudou, mas não havia nenhuma abertura, nenhuma fissura sequer. Estava completamente lacrada.



João bateu o punho e percebeu que ela era oca, passou mão limpando o musgo que havia nela, a câmera registrava tudo. João bateu os olhos no medidor de oxigênio e percebeu que só tinha mais 12 minutos de ar. Mais que rapidamente recolheu todo o que conseguia carregar, menos a caixa que tinha cerca de 2 metros.



João saiu pelo mesmo buraco que havia entrado, agora havia somente mais 9 minutos de ar, ele teria que subir devagar, para aliviar a descompressão. A subida foi calma, logo ele já estava de volta no barco, indo em direção de sua casa.



Ao chegar em casa, mais uma vez, foi direto para o seu notebook, só que dessa vez ligando somente a filmadora no aparelho.



Repassou a fita, todos os detalhes agora eram mais nítidos, devido aos controles que podiam ser alterado graças aos programas de computador, no monitor passava a exata cena em que João limpava uma pequena parte da caixa, João se espantou e pausou no exato momento que limpara a caixa, não havia percebido mais algo estava escrito, muito bem entalhado na caixa.



João: O que será isso?



João utilizou alguns recursos do programa, e aumentou e melhorou a imagem, então ele leu.



João: In..... Inferno.... ou será Inverno?



O que será que essa caixa escondida na caravela guarda? O que será essa palavra entalhada na caixa de metal?



Continuem......



_________________________________________________________________



Gente aki quem fala eh o joao paulo, criador do lucian, como perdi o a cesso do lucian fiz esse... e tb como eu estou boiando na ventura... ateh tentei participar mas não consegui seguir resolvi fazer essa paralela gostaria que todos participacem..... abraços e obrigado..... logo estarei fazendo outra conta pro lucian jah que perdi a antiga...





fui
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Lety Chan
Gerente
avatar

Leão Coelho
Número de Mensagens : 342
Idade : 29
Localização : Porto Alegre - RS
Emprego/lazer : Fazer nada ou ajudar os amigos
Humor : Mutante
Data de inscrição : 08/01/2008

MensagemAssunto: Re: A saga dos Antigos Portugueses   Qua Dez 16, 2009 2:31 am

off: aqui é outra história por tanto funciona como o msn... certo? uma história diferente em momento diferente.

*Lety ouviu um recado no seu telefone era sua mãe*

- Filha preciso que faça uma viagem comigo... Estou fazendo viagens arqueológicas agora com sua avó, seu pai ficou cuidando dos negócios e eu preciso de férias! hihihihihhihhihhi Estamos pesquisando sobre uma antiga embarcação... ^^

le: *ouvindo o recado no celular pensa:* ¬¬ e o que eu tenho a vê com isso?

sazumi: acho que pode te interessar... vc n gosta de histórias com vampiros e lobisomens?

le ouvindo pensa: Peraí... será que é o mesmo lugar pra onde o jp foi? o.o"

*lety liga de volta para a mãe*

sazumi: moshi moshi?

le: okaa san! como está? Você está indo pra Amarração?

saz: ora! como advinhou?

le: é q um amigo meu está lá! ^^

saz: ótimo... vamos então com sua avó pra lá! ^^/

le: mas eu n posso deixar a pensão agora... ¬¬"

saz: e pq?

le: pq ainda n chegou ngm! ^^º

saz: oras... bolas... deixe um bilhete para harima kun diga q vc foi tirar ferias com sua mãe pra estudar morcegos!

le: ^^º *ouvindo* uauhauhahuahu mãe vc n muda! ok vou me arrumar... qto tempo vcs duas chegam aqui?

??? e ???: JÁ ESTAMOS NA PORTA QUERIDA ^^ ^^ *sazumi e kamish sorriam da porta*

le: *toma um susto equivalente a todos do ano*
KEHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHH???? O.o

kamish: vamos minha filha se aprece o jatinho n espera se eu me atrasar!

le: ok vovó! ^^º *se curva e corre no quarto para arrumar as coisas*

*depois de alguns minutos lety estava pronta e deixou um bilhete a todos*

DENTRO DO JATINHO...

le: acho q vou ligar pro jp... será que ele tá ocupado essa hora?

sazumi: *de óculos e vestida como uma empresária em férias de chapeuzinho de arqueóloga, saia e vestimentas apropriadas* filha... lá devem ser umas 8 da manhã! acho que ele não deve estar dormindo!

kamish: espero que ele tenha encontrado alguma coisa interessante... quem sabe um cadáver lindo e maravilhoso com a bundinha intacta?! *-*

le: *capota* vovó vc só pensa naquilo? ¬¬"

kami: agora q notou? *-*

le: *bate a mão na testa* n me adimira nada Lana ter saido como vc nesse sentido! =.=

*Em pouco tempo elas chegaram na cidade indo se instalar no hotel... lety foi para a imensa piscina do hotel luxuoso e resolveu ligar*

le: vamos atende jp... ¬.¬ *dava sinal de ocupado* mas quem diabos ele tá ligando?

kami: *com um coquetel na mão e de maio* calma até parece que ele é seu marido ^^ *bebe o coquetel e oferece a lety*

le: ò.ó vovó n diga coisas sem nexo! *sem graça pega o coquetel e toma um gole grande* AFF... tem um pouco de cachaça com caipirinha aqui?

kamish: hohohohohohoh... adoro bem forte!

*minha mãe vem correndo feliz topa em um moreno sarado lindo*

saz: OH DESCULPE! ^^º *se curva ao homem que havia a segurado* ehehe... pensa: q força! o.o

le: ¬.¬""" *olhando sazumi se despedir do homem fortão e bunitão* o papai vai adorar saber disso mamãe!

saz: ^^º foi sem qrer!... filha liguei pro nosso guia... ele disse que nos leva amanhã de manhã no local da embarcação afundada!

le: ótimo! ^^ então amanhã vou poder ver como eh a praia daqui! ^-^

saz: claro... ^^ será ótimo não eh sogra?? o.o...

*lety e sazumi ouvem um crash*

kamish: ohhhh... sinto mto...

rapaz: não se preocupe foi minha culpa... eu pago um drink pra senhora! ^^°

le e saz: ¬.¬ ^.^°

le: aquele n eh o mesmo cara que vc topou a 3 min atrás?

saz: ^^ acho q sim...

*kamish olha pra lety e pisca*

le: ¬¬ vc não vai acreditar no que ela disse na minha mente mamãe...

saz: o.o *vendo kamish sair olha pra filha* o q ela disse?

le: POSSO ESTAR VELHA MAS NÃO ESTOU MORTA! ....

saz: .....

le: .....

saz e le: *suspiram*

le: essa é minha avó! -.-/

saz: ^^° ainda bem q diferente dela... lana se dedica somente a harima san! ^-^

le: ^^º é...

saz: vamos descansar... amanhã será um dia cheio!

le: hai!... vai na frente mãe... vou em seguida pro quarto...

saz: oyassuminasai hikari(luz) no(do) kokoro(coração) meu!

le: oyassuminasai okaa san! ^^º

*lety vê a mãe partir e fica vendo as estrelas no céu logo manda uma mensagem de texto para jp*

Viemos ver tbm o navio, não estou só, vim com minha mãe e avó como um tipo de férias da minha mãe e da minha avó. Por favor entre em contato. bjus se cuida Lety Chan.


le: ^^ *sorri e sai dali indo pro quarto*

to be continued...

_________________
"Onde a mais pura criatura vive, fica no oceano, que tocando levemente a terra, ostenta formas as margens do teu olhar. Anjo concebido do amor puro, proteja a quem me visita, a quem participa, pois aqui é o nosso lugar!"

Sempre que posso estarei com vocês!

I'm not afraid of the future and you?
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Convidado
Convidado



MensagemAssunto: Re: A saga dos Antigos Portugueses   Qua Dez 16, 2009 1:02 pm



Maiara era a irmã mais velha de 5 irmãos. Todos trabalhavam na pequena pensão na beira mar da Praia de Amarração. Ultimamente alguns mergulhadores estavam achando aquela região interessante, e a pensão estava quase totalmente cheia.

Ela cuidava de quase tudo da administração, pois seu pai andava bastante doente fazia alguns anos. Cuidava com pulso firme dos irmãos.

Marcos e Marcelo eram gêmeos, foram os ultimos a nascer, levando sua mãe a morte, mas ela cuidava deles como se fossem seus filhos. Estavam, com 11 anos, mas ajudavam em tudo que era possível para o tamanho deles fazer. Paulo, Tiago e Ricardo eram mais ou menos um ano mais novo cada um... numa escadinha de idade... Maiara tinha 19 anos, e os outros respectivamente 17, 15, 13 e os gêmeos 11.

Havia um novo mergulhador que chamara a atenção de Maiara... Ela estava na beira mar uma tarde, e o vira saindo da água...





Wink Wink Wink Wink Wink
Voltar ao Topo Ir em baixo
jp-kun

avatar

Câncer Coelho
Número de Mensagens : 2
Idade : 29
Data de inscrição : 08/12/2009

MensagemAssunto: Re: A saga dos Antigos Portugueses   Qua Dez 23, 2009 12:26 am

João se aproximou do telefone e procura em sua agenda, o telefone de uma velha amiga que trabalhava na USPA (Universidade Soares de Porto Alegre), para ser mais exato ela trabalhava no departamento de História.

*O Celular toca... uma mensagem é recebida**

Viemos ver tbm o navio, não estou só,
vim com minha mãe e avó como um tipo de férias da minha mãe e da minha
avó. Por favor entre em contato. bjus se cuida Lety Chan.

João responde por mensagem mesmo.

''Oi Lety. Que bom que vc veio, desculpe num ter entrado em contato direto, mas eh que eu to com uma ligação importante para fazer, ela vai mudar minha vida. Estou na unica casa na areia da praia de Amarração, quando puder de uma passadinha aqui. Bjus.''

João se volta para o telefone e liga para Eliana, sua amiga da faculdade.

João: Eliana, estou com algo que vocês historiadores vão adorar.

Eliana: Ola João, Boa tarde pra vc tb viu seu mau educado


João: Desculpa, é que estou um pouco empolgado com o que encontrei

Eliana: Hummm.... Diga o que vc ACHA que econtrou....

João: Acho melhor eu levar ai.... estou saindo daqui agora, dentro de 1 hora e meia estarei ai ok?

Eliana: ¬¬' tah...

João: Abraços....

Eliana: tuuuuuuuuuuu.....

João corre para arrumar as coisas..... junta tudo o que conseguiu pegar da caravela e inclusive a fita com a gravação qeu havia feito....

----------------------------------------------------------------------------------------------

2 horas depois....

João desce e já da de cara com Eliana na entrada....

João: Desculpa a demora é que....

Eliana: Espero que seja algo bom... pra me fazer esperar por vc meia hora....

João: Então vamos logo.....

Os dois entraram no Departamento de HIstória da USPA. Eliana disponibilizou um aparelho de video e uma tv de 29'. Logo joão colocou o video para rodar.....

João: Essa eh a maravilha que queria te mostrar.....

Eliana: Isto é fabuloso! Você tirou a sorte grande! Esse barco eh portugues, legítimo. Provavelmente construido por valta de 1400 e 1600.

No video começou a passar a cena onde a caixa de metal aparecia.

João: Olha só essa caixa. Ela deve ter muita coisa valiosa dentro. eu bati nela e percibe que eh oca.

Eliana: tem alguma coisa escrita ali... parece inferno.

João: Não! na verdade está escrito Inverno. Também achei que era inferno.

Eliana: Menos mal. Inferno eh um pouco pesado.

João: iai acha que o pessoal daqui vai me pagar quanto para mostrar o lugar onde ela está.

Eliana: Tenho que falar com o chefe do departamento.... e vai demorar um pouco pq ele está viajando, e tenho certeza que ela vai querer ver isso pessoalmente. dentro de 3 dias ele estará de volta. ai eu entro em contato com vc OK?

João: FAzer oq neh..... vc me liga....

João se despede... e volta para sua casa..

Eliana volta para o video e fica analizando a imagens mais detalhadamente.... ele da pause na cena da caixa e fica analizando toda a sua estrutura.

--------------------------------------------------------------------------------------------

3 horas depois.......

João chega em casa, o Sol já começava a sumir engolido pelo mar.... e uma cor alaranjada tomava conta do céu.....

João (pensando): Quanta coisa valiosa deve ter dentro daquela caixa.... ela sozinha jah deve valer bastante..... parece que eh de prata.....

João sai na varanda de casa de soh de bermuada.....

João: Bom vou para o mar pra esfriar a cabeça um pouco.... João pega uma Prancha de Surf que havia na casa que ele alugou e vai para mar.... mesmo não sendo um profissional ele conseguia surfar bem...... mas mesmo assim aquela caixa não saia de sua cabeça.....


Ele havia encontrado algo de valioso. Algo que lhe traria lucro.
Ele havia encontrado algo maldito, também. Algo que lhe traria a morte.

Continuem.....
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Convidado
Convidado



MensagemAssunto: Re: A saga dos Antigos Portugueses   Qua Dez 23, 2009 4:14 pm

Depois de um longo dia de trabalho, Maiara deixara os irmãos descansando após a janta, e foi dar uma caminhada na beira do mar...
Fazia tempo que não sentia essa melancolia no coração... Era como uma mão gelada apertando seu coração.

Ela não percebera, mas estava agora olhando para a casa solitária, no meio das duans, onde o mergulhador (o tal que fazia seu coração palpitar) estava hospedado. Ela tinha uma pontinha de inveja e ficava imaginando se ele estivesse hospedado na sua pousada... Embarassed

Ela procurou por sinal de movimento, ou luz, mas nada... provavelmente ele estava no mar...
O sol já quase não existia, e a noite chegava lentamente. Ela sentou ali mesmo, olhando o mar, e avistou um surfista ao longe...

Seria ele??
Voltar ao Topo Ir em baixo
Conteúdo patrocinado




MensagemAssunto: Re: A saga dos Antigos Portugueses   

Voltar ao Topo Ir em baixo
 
A saga dos Antigos Portugueses
Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo 
Página 1 de 1
 Tópicos similares
-
» Manuais e testes dos mais diversos e antigos MBs (site espanhol)
» cartuchos saga rabbit
» Proibição de circular em Lx a carros antigos
» Young Classics - programa oficial de venda de carros antigos pela MB
» Munições SAGA

Permissão deste fórum:Você não pode responder aos tópicos neste fórum
Hinata Sou ~ Wellcome :: ~ Navegando Na Pensão ~ :: *~* Aventuras Aqui *~*-
Ir para: